Minha lista de blogs

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

PEÇA: O MACACO MALANDRO









Tatiana Belinky nos transporta para uma floresta, onde se encontravam uma raposa e um lobo, ambos com muita fome. Eis que eles encontram um queijo. Daí surge uma grande discussão para saber de quem seria a iguaria encontrada. Se era de quem a cheirou primeiro, ou de quem a encontrou primeiro. Não chegando a nenhuma conclusão, eles decidem pedir ao macaco que arbitre a questão.

A confusão está feita, e quem se dá bem é o macaco, o esperto juiz. Ele afirma que, para se fazer justiça, o queijo deve ser dividido em duas partes exatamente iguais. Assim falando, ele corta o queijo ao meio e, como era de se esperar, as duas partes não são exatamente iguais. Para resolver a questão, ele come o pedaço maior a pretexto de torná-la igual à menor, mas não consegue igualá-las. E assim vai comendo o queijo até que só resta um pequeno pedaço, que ele come também, afirmando ser aquele o preço de sua intervenção.

Logrados, o lobo e a raposa se arrependem de não ter chegado a um acordo sozinhos. O texto propicia uma reflexão sobre o papel da esperteza e da malandragem e mostra ainda a importância do diálogo.

2 comentários:

cristina braga disse...

Achei muito legal a iniciativa deste video, pois não consegui encontrar o livro para meu filho fazer um trabalho de escola e o video postado por você me ajudou muito. Espero que poste outros vídeos.

cristina braga disse...
Este comentário foi removido pelo autor.